sexta-feira, Agosto 22, 2008

Planeta Terra

(Oposto ao Sol no nosso mapa natal).
Tenho-o na casa três no signo de Aquário, em conjunção a 11 graus com Júpiter natal (se calhar com uma orbe de 11 graus já não deva ser considerada uma conjunção). Júpiter está retrógado. Quererá dizer que usei os meus "poderes da oratória" (lol!) para fins menos éticos (e de manipulação em favor de grandes grupos e organizações políticas - pois Júpiter está em trígono, aspecto "fácil", com Plutão na casa 11) noutras vidas? :p Quem sabe! Se calhar é por isso que eu tenho renitência em falar em público - se calhar a minha alma tem medo de cometer os mesmos erros... o que talvez explicasse a minha falta de "sorte" na área da escrita. Hum, teoria na qual reflectir...

(Mais reflexões sobre o meu posicionamento abaixo, após os textos.)

(link)


Tenho o planeta Terra na Casa 3 ou em Gémeos – “Sou aquilo que digo e
penso” - “O talento da oratória”

Com o planeta Terra nesta
posição a alma traz a faculdade de passar a mensagem. A sua aptidão para a
oratória, permite-lhe comunicar amorosamente, tendo a serenidade suficiente e
inteligência, que permitem explicar o que, à partida, possa parecer
incompreensível.
No entanto, trata-se de um posicionamento extremamente
difícil, o planeta Terra encontra-se em exaltação. Este Sol em Sagitário, para
poder usufruir das suas capacidades e aptidões precisa de “descer à Terra”,
precisa de manejar as faculdades da sua mente inferior para passar adequadamente
a mensagem. Manobrando correctamente esta qualidade, este Ser consegue entrar de
imediato em diálogo directo com o seu Eu Superior; assim, ele cumpre os
desígnios do Pai. Trata-se de proceder a uma mudança de atitude ao nível mental,
porque o planeta Terra se encontra na presença da energia da mente inferior e é
necessário que este Ser entenda o seu propósito.
Com este posicionamento,
reúnem-se condições para que este Ser possa vir a ser um instrutor da Humanidade
– O Sol encontra-se em Sagitário regido por Júpiter, a voz dos Mestres, numa
oitava superior temos o próprio planeta Terra, para onde essa voz tem de ser
trazida, em contrapartida, no seu oposto, encontramos Mercúrio, como agente da
mente inferior, e Vénus, numa oitava superior, o Eu Superior do planeta Terra;
assim se reúnem as condições necessárias para que as hierarquias possam
manifestar-se através deste filho, cujo principal propósito é instruir a
humanidade. O Ser necessita de eliminar traumas mentais, para que possa
manifestar os intentos da hierarquia.
A partir do momento em que conseguem
perdoar as exigências naturais do ser humano, em que as certezas internas
começam a manifestar-se, estes Seres influenciam quem está à sua volta e aquele
fogo de Júpiter transforma-se num farol, e é um foco de luz. Não interessa qual
é o seu trabalho, qual é a sua profissão, mas a luminosidade que emanam,
torna-se referência para quem está à sua volta e sente como este Ser se encontra
em Paz aproximando-se para tentar perceber qual é o segredo. Aí, através da
comunicação, aquela Terra em Gémeos transmite paz a quem está a sua volta.


Tenho o planeta Terra na Casa 11 ou em
Aquário – “Sou a minha diferença/sou o meu grupo” ”Aplica Lei do Amor”.

Quando a alma, que já atingiu a mestria, simplesmente
pega na lei do Amor e a aplica ao todo (no grupo).
Esta é a casa e o signo
dos propósitos de Deus. Tem Urano como regente de Aquário, a voz de Deus, mas
também encontramos lá Saturno como regente tradicional, no entanto, como regente
esotérico temos Júpiter. As explicações de Capricórnio e Sagitário ilustram-nos
como o planeta Terra funciona nas casas e signos correspondentes a estes dois
planetas, Saturno e Júpiter, tendo, obviamente, a consciência de que, aqui, a
concretização do planeta Terra não se torna tão delicada, uma vez que a ligação
deste signo a estes planetas não é de primeiro plano.
É necessário que o Sol
em Leão, ou na casa cinco, pratique e cultive ter “bons ouvidos”, para que possa
ouvir a voz de Deus manifestada por Urano em Aquário, ou na casa 11, sabendo
escudar a sua alma e, por conseguinte, a voz de Deus. É preciso fazer a ligação
entre o Céu e a Terra, sabendo concretizar, materializar, a voz da nossa alma,
dos nossos mestres. Para que isto suceda, verdadeiramente, o Ser necessita de
aprender a dominar uma mente por vezes traiçoeira, que tantas vezes nos fascina
com ilusões.
Este posicionamento envolve todo o planeta; estando a Terra
situada no quarto quadrante, esta alma vem vivenciar o seu Darma, colocando ao
serviço de todos a sua capacidade de fazer a ponte entre a mente inferior, a
mente do Ser Humano, e a mente superior, a voz dos Mestres.
É um
posicionamento em certa medida privilegiado, porque existe o potencial. Por
isso, tantas são as vezes que observamos as pessoas do signo de Leão
manifestarem uma certa arrogância e egocentrismo, quando pouco evoluídos e
enquanto não tomam consciência de que vieram a esta encarnação fazer obra,
através da concretização do posicionamento do seu planeta Terra. É necessário
integrar esta consciência, para que possam deixar de viver um Sol com sombra,
com a sombra de um ego, poderoso e desconectado da verdadeira essência da alma.


Estranho! Tenho Saturno e Júpiter (associados ambos, pelo que o texto diz, com a casa 11, signo aquário) em biquintil - talento para a oratória vindo do passado que tenho de redifinir e reestruturar - sem medos - de modo a pô-lo ao serviço de um Ideal Superior e não usá-lo para controlar os recursos dos outros (Saturno na oito) ou para lhes manipular a mente e os pensamentos (Júpiter na três, retrógado, em trígono com Plutão)?
Epá, se isto é uma das coisas que tenho de aprender nesta vida - porra que é um projecto a Bastante Longo-Prazo!!!!!!!!!!!!! LOL.
Primeiro - perder o medo de falar e apresentar o que penso.
Segundo - partilhar a informação com todos tendo em conta um Ideal Superior e não-egocêntrico, que a todos Sirva. Ou seja, não me servir a mim, mas servir ao invés os outros.
Lá para os noventa anos talvez já saiba fazer isto :p

Daqui a 50, 55 anos voltem a passar pelo blog para que vos passe Informação Priveligeada sobre o Universo, LOL!

/Dunya over and out

Sem comentários: