segunda-feira, setembro 28, 2009


, originally uploaded by soleá.

Wild haar

Wild haar, originally uploaded by soleá.

Wild, wild hair...


Lonely, originally uploaded by soleá.

Carrying Your Blues Away~~~

domingo, setembro 27, 2009

As the Days Fly By

As the Days Fly By, originally uploaded by Deej6.

Not much to say.

Gostava de passar menos tempo a surfar na net...

Quem sabe consiga.


Já fui votar.

sábado, setembro 26, 2009

Silver, Blue & Gold

Sunshine, shadows, and elephant ears

quarta-feira, setembro 23, 2009

2 de Junho de 2010

Os trânsitos por volta dessa altura parecem interessantes...

Só estou aqui a deixar uma notazinha, para ver se nao me esqueço...

Saturno estará a 27º Virgem, muito próximo do grau onde está agora... go back and finishing up something.

terça-feira, setembro 22, 2009

Hoje foi um dia em que só tive boas notícias.

Nem estava à espera.

Um lindo poema sobre os efeitos de Plutão em trânsito

"The Dance of Pluto"
by Tina Thompson

We think our life has purpose, we think we're having fun,
and then along comes Pluto, making aspect to our Sun.
We ask. Does my life have meaning? What is it all about?
Why have I lost my spirit? Why has my light gone out?
What is it I'm running from, trying to avoid?
What is it that's making me, become so paranoid?
Then a new day dawning, we see his plan divine,
and find that he has given us, a bright new way to shine.
When Pluto meets our tender Moon, he can rape our soul,
but his only true intention, is to make of us more whole,
we can clear the decks now, throw out those old possessions,
whilst on another level, we are clearing old obsessions,
he cleanses our emotions, oft with pain and tears,
we may relive old suffering, trapped inside for years.
Then he brings us new life, one that's more revealing,
of the depth of our compassion, and the wonder of our feeling.
When Pluto plunders Mercury, there is no denying,
our thoughts can be most serious, and with the dead or dying,
our perception deepens, the shadows larger loom,
we are seeking in the darkness, meeting doom and gloom,
but Hermes was the messenger, the only god allowed,
to freely visit Hades realms, and to escape uncowed.
A visit to the underworld, is sure to change our view,
how differently we can perceive, that which we thought we knew.
When Pluto ravishes Venus, he might break our heart,
for what passes then between us, can tear our love apart,
Hades is so powerful, we can resist with all our might,
but if he so decrees it, we will fall in love on sight.
His helmet of invisibility, might not seem so funny,
if we check our bank account, and find we have no money.
When his rumbling's over, cash and friends are rearranged,
we realise what happened, was because our values changed.
Pluto marching up to Mars. can herald the arrival,
of some explosive anger, or a threat to our survival,
the inferno which is raging, can set our Mars on fire,
our passions are ignited, we are burning with desire,
or we are small and helpless, devoid of strength and will,
impotent and powerless, to trust in being still.
Pluto when he's testing us, might go to any length,
to bring about the best in us, he will try our strength.
When Pluto jousts with Jupiter, he doesn't come to rape,
he stirs our lust for freedom, our confines to escape,
we broaden our horizons, we are pulled towards expansion,
the singular world we live in, becomes one of many mansions.
The ground may shake beneath the thunder bolting in the sky,
possessed to look for meaning, we pray to Zeus on high,
and if we're praying selflessly, with faith and trust and ruth,
our prayers may then be answered, with wisdom, wit and truth.
When Pluto seeks out Saturn, we can find and meet resistance,
the fears and chains which bind us, will not break without persistence,
and while we are restructuring, our foundations underneath,
we can manifest the symptoms, in skin, or bones, or teeth.
Wise old father time above, may feel more like the Grim Reaper,
when he joins himself with Hades, our underworld lord and keeper,
and just when we are thinking, that we can't hold out much longer,
we see that he is leaving us, older, wiser, stronger.
When Pluto sparks with Uranus, life can become surprising,
and where we have repression, we experience uprising,
a new truth is discovered, not to be disputed,
and we have the impetus, for it to be transmuted,
our sense of time's distorted, the days go flying fast,
and we will not be thwarted, to break free from the past,
at best we're not resisting, our need of transformation,
with the gods above insisting, on some breed of liberation.
Pluto nudging Neptune, brings storms and turbulence at sea,
to feel as if we're drowning, is a frequent place to be,
our visions are confronted, our dreams may disappear,
we are lost in the confusion, we wish the fog would clear,
or Hades helps to bring about, a dream we've long held dear,
our depth of spirituality, can help to draw it near.
Immersed within the infinite, with a timeless sense of fusion,
we sense that life is just a dream, beyond the earth's illusion.
When Pluto pounces on himself, in aspect to his natal placement,
the earth may gape wide open, to reveal what's in the basement,
we're given right of passage, to birth out from the womb,
which otherwise would stunt our growth, and then become our tomb.
We might feel with certainty, this is our darkest hour,
but Hades is beside us, and gives to us his power,
so we journey back to life, from underworld descent,
and the springtime which awaits us, can seem truly heaven sent.
When Pluto comes to Chiron, there's an arrow in the sky,
winging straight towards us, to stick us in the thigh,
our wounds come to the surface, not to be ignored,
the only way to heal them, is if they are explored,
and if we wounded others, from the half of us that's horse,
we may now apologise, with true sorrow and remorse.
Perhaps we do not want to see, what this aspect is revealing,
yet it can change our destiny, and it can bring us healing.
When Pluto Contacts Ceres, we may not intend to smother,
we can feel this inclination, because Ceres is Earth Mother,
a parent who was furious, and sought to bring destruction,
infertility on earth was spawned, from Persephone's abduction,
Demeter's grief and depression, can be engaged and reconciled,
but we must see why we're enraged, to heal our inner child.
Our diet can change and alter now, and so too can our health,
we can sow our seed creatively, and reap abundant wealth.
When Pluto points to Pallas, we're not so meek and mild,
we are with the Warrior Queen, Jupiter's favourite child,
born of his head cleaved by an axe, in brilliant armour of gold,
her tact, strategy and wise counsel, we can now uphold.
Our thoughts are sharp and civilised, profounder is our vision,
we are more cultured and refined, more abled by decision.
If we now find the courage, to face justly what we fear,
Athene comes to protect us, with her shield and spear.
When Pluto visits Vesta, keeper of the sacred flame,
with focus and commitment, we may venerate her name,
and if we feel a burning, like hell's fire infernal,
we need to seek in solitude, for that inner flame eternal,
we can find security, in service and devotion,
and develop inner purity, to centre our emotion.
We can suffer all life gladly, no matter what it's sin,
whilst we're firmly centred, on our hearts flame within.
When Pluto joins with Juno, Jupiter's sister, lover and wife,
through relationship and marriage, is where we find new life,
we can fret and fear betrayal, whilst friends and partners are away,
and our issues around fidelity, can all come out play.
Just like Hera who gave birth, without Zeus on her own,
we may find it's time now, to stand in solitude alone,
or we might feel we're touched by, the gentle hand of fate,
and meet that special person, who becomes our lifelong mate.
Pluto approaches slowly, through underground caves and ditches,
if we embrace his transformation, he may bring to us his riches,
wherever Pluto's active, there may be a death,
but there's always resurrection, to draw a new life breath.
There is a time for every season, underneath the sun,
when Pluto comes to claim us, a new season is begun.
Tiny seeds are often sprouted, deep within the earth,
only when they grow and bloom, do we appreciate their worth.

©2001Tina Thompson

domingo, setembro 20, 2009

red encounter

red encounter, originally uploaded by het broertje van...


Rain, originally uploaded by Uncle Anya.

Chuva, chuva, eu gosto da chuva.

Venus enters Virgo

How do I love thee? Let me count the ways:
(1) We are intellectually compatible, even though I find your lack of current political knowledge annoying.
(2) I love you in the sense that you fulfill most of my emotional needs in a reasonably timely and accurate way.
(2a) Although I admit you’ve been a mild disappointment recently.
(3) I feel romantic impulses towards you, mostly.

That’s how I love thee: accurately and efficiently.


Ai que mauzinho. Eu não sou assim... (mostly :p)

Também, não quero pensar se a minha Vénus estivesse em Peixes:

- ó meu Deus, tu és Fabuloso! Brilhante! Fenomenal! O teu Brilhantismo, o teu Génio!, vem desse líquido com que te estás a injectar, não é? Ó meu amor, eu Amo-te Tanto, Tanto! Nunca senti nada Parecido!

And so on... enquanto Vénus em Virgem vê todos os minúsculos defeitozinhos - Vénus em Peixes não vê porra nenhuma, o tipo pode ter lepra, ter o nariz e outros apêndices a cair, que a Vénus em Peixes está completamente cegueta e não vê naaaadaaaaa! (Ou escolhe não ver...)

Prefiro a minha :)

E já que estamos numa de vénus, Vénus em Escorpião:

- Onde é que estiveste?! Que Cheiro é esse?! Tiveste com a tua ex, não foi, não foi? Eu Sei que me andas a enganar! Não tentes mentir que eu Sei Tudo! Onde é que tu vais? Onde, onde! Não, não podes sair!

Vénus em Leão (que eu acho particularmente irritante):

- Se gostasses de mim, se me Amasses Verdadeiramente, davas-me toda a tua atenção. Sempre. E compravas-me presentes decentes, e não pulseiras de latão. Ai era da tua avó que morreu e tem grande valor sentimental? Pois, mas não é ouro, pois não?

A Vénus em Carneiro é um bocado para o lado do atiradiço: se quer, vai buscar, lol.
A Vénus em Touro é muito sensual e gosta de mulheres com curvas ou homens musculados.
Com a Vénus em Gémeos tem de haver intercâmbio intelectual, partilha de ideias, têm que Falar.

E há mais uma data de outras vénus, mas por ora chega.

Bem, Dunya out.
(E amanhã começa mais uma semana de trabalho, ai que chatice... *suspiro*)


De astrologia. Muito bom:

In other news:

inventei a palavra que define o conceito de escrever um milhão de palavras num ano:


(Fui eu, fui eu que inventei :p. Ó. Vou Patentear.)

Solar Return

sábado, setembro 19, 2009

Entrevista com Celente

Parece interessante:

Muito interessante esta entrevista, também.



Good luck my friends..

Good luck my friends.., originally uploaded by n o r d i o.

blue rain

blue rain, originally uploaded by domonFire.


No meu caso:

The inconjunct or quincunx (150 degrees or five signs apart). This aspect must be within four degrees to be active. This is an aspect of adjustment, accommodation or compromise. It links signs that have nothing in common with respect to element or quality. The psychic ability may manifest in ways that require accommodation to live with. Or perhaps psychic ability may only manifest in service to others, and not for the individual themself. This may also manifest as a Cassandra aspect where the psychic impressions may not be believed or acted upon by others. [Às vezes parece-me que certas coisas são tão Claras, particularmente o seu desenrolar, que eu não entendo porque é que os outros também não as vêem com a mesma claridade que eu. I Mean: é Tão Óbvio! Geralmente tenho razão, mas não consegui convencer ninguém disso antes...] Work and understanding are needed to refine the abilities and also to be able to use the abilities in a manner that is appropriate and helpful, and not intruding or inconvenient. This aspect will most certainly have a good payoff with work and discipline.

Huuu, eu sou Psíquica, huuuu...!

Um artigo sobre eclipses:

E um blog que não me lembro se já mencionei ou não, mas aqui fica de novo:

quarta-feira, setembro 16, 2009


Acabei de corrigir o Nano de 2006...!

Ainda tenho de dar uma última passagem.

Ficou em 49730 palavras.

O raio da impressora imprimiu as mais de 100 páginas rápido! Praí em dez minutos, se tanto.

E agora mando para onde, o livro? Talvez para a Editorial Presença...

Editores, cu-cu, alguém quer ler o meu livro?, lol. (As if... :p)

Primeiro tenho de deixar passar o Mercúrio Retrógrado, work on a sinopsis, e depois é que envio - lá para Outubro.
(Para seguir o mesmo percurso de sempre, mas enfim.)

Não é sobre o Bentley, BTW. O Bentley gosto de escrever à mão. Este foi feito à máquina, directamente. Gosto menos, preciso de sentir a caneta primeiro, a escorrer no papel.

Este é sobre uma mulher que tem PODERES e sobre um homicídio.

Releio o livro em voz alta - e depois, ala para o Bentley. Eu não posso deixar o Bentley a meio, foda-se. Mesmo que nunca o publique, tenho de o terminar. Comecei-o em 2005. Retomei-o em 2007. Depois Aconteceu-me o Emprego que me Sugava a Energia Toda - e durante dois anos não fui capaz de escrever nada de jeito. Agora quero ver se o acabo, raios.

/Dunya out


prehistoric, originally uploaded by domonFire.

beyond borders

beyond borders, originally uploaded by domonFire.

When Cares Of The Heart Are Many~~~

Flowers that cry.


, originally uploaded by victoria alden.

quarta-feira, setembro 09, 2009

Only So Far In

Only So Far In, originally uploaded by ~bear.

Must. Not. Forgrt. That is.

Mercury Retrogade.



Quem raio serão estes gajos...? ? (Network)
IP Address 210.79.186.# (Mediatti Communications,Inc.)
ISP Mediatti Communications Inc.
Location Continent : North America
Country : United States (Facts)
State : Armed Forces Europe, Middle East, & Canada
City : APO
Lat/Long : unknown

Language English (U.S.)
Operating System Microsoft WinXP
Browser Firefox
Mozilla/5.0 (Windows; U; Windows NT 5.1; en-US; rv: Gecko/2009073022 Firefox/3.0.13
Javascript version 1.5
Monitor Resolution : 1280 x 800
Color Depth : 32 bits

Time of Visit Sep 8 2009 11:35:40 pm
Last Page View Sep 8 2009 11:35:40 pm
Visit Length 0 seconds
Page Views 1
Referring URL

Visit Entry Page
Visit Exit Page
Out Click
Time Zone UTC+8:00
Visitor's Time Sep 9 2009 7:35:40 am
Visit Number 141,008

domingo, setembro 06, 2009


15 November (3), originally uploaded by Skyla Moon.

O nanowrimo aproxima-se...

I want to run my fingers through your hair

sábado, setembro 05, 2009

Solar Arc Pluto

"SA Pluto conj Asc is very similar to T Pluto conj Asc and does suggest transformation in the way you present yourself connected to where natal pluto is ie; 11th house of friendships, groups, hopes and wishes..."

Análise astrológica para o meu ano, em 2015

ARCO SOLAR em 2015

Daqui a 6 anos, em Outubro de 2015 vou ter o Plutão em Arco Solar em conjunção exacta com o meu Ascendente a 13º Escorpião. Grande mudança de vida nessa altura?

O Sol progredido vai estar a 27º Virgem - a um grau de uma quadratura com a minha Lua natal a 26º Sagitário: algum tipo de conflito e/ou dor emocional? Que já se estava a manifestar desde um ano antes?

Vénus em Arco solar a 29º Balança... o fim de algo?

E Júpiter em Arco Solar estará a 16º Peixes - em inconjunção com o Sol natal a 16º Leão (nenhuma ideia de como interpretar isto).

So far we have: uma grande mudança na minha vida que me vai fazer andar triste?

TRÂNSITOS em Out. 2015

Saturno em trânsito na casa 1 (depressão?), muito próximo de Neptuno: necessidade de ver os sonhos de uma maneira mais realista? E/ou a criatividade? (Neptuno rege a casa 5.)

Nódulo Norte em trânsito em conjunção com o Plutão natal: novos objectivos de vida? (Quais?)

Júpiter em t. na casa 10: algum tipo de "sorte" relacionado com a carreira? Alguma "promoção"? Algum prémio?

Urano a 18º Carneiro, casa 5, a da criatividade, oposto a Urano natal (a famosa oposição) e em trígono a 2 graus com o Sol natal: Liberdade jááááá! Algum tipo de libertação? Até a nível criativo? Uma nova, renovada, criatividade? (Começo a esculpir - and why not? :p - coisas malucas?)

Quíron em trânsito a 18º Peixes - directamente oposto à minha Vénus natal, no grau exacto: alguém de quem eu gosto muito fica doente? (Vénus rege a casa 7 e a 12). A dor permite-me Alterar, Transformar, a minha criatividade e carreira?

Neptuno em trânsito a 7º Peixes: exactamente em trígono ao meu Nódulo Sul a 7º Caranguejo - "dons" do passado são subitamente despertos em mim? Talvez de modo insconsciente? (Casa 8, Peixes e Neptuno relacionados com o inconsciente.) Talvez faça auto-terapia-psicológica usando a arte? (Neptuno em Peixes transitando a casa 4 - as raízes.) Ou usando a astrologia e as artes do oculto (Nódulo Sul na casa 8; Neptuno em Peixes)?

E claro, para último, o meu planeta favorito, Plutão em t. a 13º Capricórnio! Estando em sextil Exacto com o meu Ascendente a 13º Escorpião E também com o Plutão em Arco Solar a 13º Escorpião. Inté parece combinado. Este Plutão em t. está a cerca de 5 graus da cúspide da casa 3 (escrita, comunicação, primos, vizinhos, viagens curtas, o meio ambiente mais próximo de nós...). Li que se deve começar a dar atenção quando Plutão (e não só) está a 5 graus de algo (planeta, ângulo...). No caso é só a cúspide da casa 3, mas sempre tive curiosidade de saber como este planeta se portará quando lá estiver. Quais serão as manifestações, pergunto-me. Vizinhos "from hell"? Carros que "morrem" a meio da viagem? Logo se vê.

(Bolas, devia ter mais Terra para viver mais no momento presente!)

Ok, vamos às!

(Estou obcecada.)

Mercúrio progredido está conjunto ao grau com o MC progredido. Em termos de carreira, profissão, haverá uma maior visibilidade minha? E terá algo a ver com comunicação e escrita?

A Lua progredida estará em conjunção com Saturno: again, depressão? Problemas de família (caranguejo), responsabilidades relacionadas com família? Dificuldade em comunicar aquilo que eu sinto? (Lua em quadratura a um grau com Mercúrio.) Ou a comunicá-lo mal e a ser mal-entendida? Talvez problemas de comunicação com alguém no trabalho? Um chefe, talvez...? (Ou eu é que vou ser a chefe, lol, era giro.) OU: problemas de comunicação com primos... (Mercúrio).

Lua P. em trígono com a Vénus progredida: mas ao menos vou sentir que as minhas amizades (Vénus na casa 11) me Compreendem e me dão o seu suporte emocional e a sua lealdade indiscutível! (Vénus em Escorpião).

Agora só falta o!


Isto se ainda estiver no mesmo sítio, claro.

Plutão num ângulo, casa 1: again, a confirmar o facto de que vai haver algum tipo de modificação na vida... (se calhar era melhor viajar de modo a que, no meu Aniversário, Plutão não caísse na casa 1....).

Cinco (!!!) planetas na casa 8 do Retorno Solar. Casa 8 tem a ver com transformação. Talvez a... morte de alguém? Intensa transformação, intensa modificação.

Urano na casa 4: lindo... rápidas transformações no ambiente doméstico (tipo, mudança de casa).

Neptuno em cima da cúspide da casa 3: comunicação inspirada?
Neptuno também directamente oposto a Mercúrio e Júpiter na casa 8 do retorno solar - o desaparecimento de alguém...? Sempre associei Mercúrio com primos e Júpiter com tios... (paranoid mode ON). Neptuno (dissolução) na cúspide da casa 3 (primos...). Além de que Plutão em trânsito está, nesta altura, a 5 graus da cúspide da casa 3.

Ok: End paranóia!

Bem, acabei. Lembrete: voltar a ler este post em 2015.


Este ano quero participar no Nanowrimo.

Digo-o já publicamente para não correr o risco de mudar de ideias daqui a dois meses.

Embora este ano tenha a intenção de participar de uma maneira um pouco diferente...
(but participate nonetheless!)

Plus, there's this:

Who's with me? :p hehehehe. Will be starting January 2010 (I hope!).

Mas vou ter de arranjar uma Cura Forte que me permita abandonar o vício da TV. Pelo menos durante um ano. Alguém tem ideias?

sexta-feira, setembro 04, 2009

Tentei dar sangue hoje. Não consegui. É sempre a hemoglobina que não atinge os valores mínimos. Vou-me empanturrar de fígado nas próximas semanas, pá.

On a side note: ando a considerar uma pequena experiência.

Não ver tv durante uma semana. O máximo que consegui foram três. Uma é menos intimidante.

Uma amiga pergunta:

- Então o que é que fazes?

Leio, tricoto, passo a ferro (odeio, odeio, odeio)... ah: e escrevo :p

Vamos lá a ver se sou capaz.


Como é que este gajo conseguiu escrever Tanto?!

E eu ainda penso que um milhão de palavras num ano é muito... ele se calhar devia fazer isso em três meses, lol.

"Más de 550 millones de ejemplares vendidos en todo el mundo, traducidos a 55 lenguas y publicados en 44 países, convierten a Simenon en el autor europeo más vendido del siglo pasado."

E segundo o senhor:

«Escribir no es una profesión, sino una vocación de infelicidad».

quinta-feira, setembro 03, 2009

Citações: writers on writing


(A minha favorita está a negrito.)

"If I waited for perfection, I would never write a word."
(Margaret Atwood)

"Don't get it right, just get it written."
(James Thurber)

"I think writer's block is simply the dread that you are going to write something horrible. But as a writer, I believe that if you sit down at the keys long enough, sooner or later something will come out."
(Roy Blount, Jr.)

"Lower your standards and keep writing."
(William Stafford)

"Close the door. Write with no one looking over your shoulder. Don't try to figure out what other people want to hear from you; figure out what you have to say. It's the one and only thing you have to offer."
(Barbara Kingsolver)

"My block was due to two overlapping factors: laziness and lack of discipline. If you really want to write, then shut yourself in a room, close the door, and WRITE. If you don't want to write, do something else. It's as simple as that."
(Mary Garden)

"The writer's duty is to keep on writing."
(William Styron)

"Read a lot. Write a lot. Have fun."
(Daniel Pinkwater)

And, on a side note, are You doing Nanowrimo this year?

(Nano Wants You!) lol

Misty River

Misty River, originally uploaded by LynchburgVirginia.


Distant Hawk at Yellowstone

Escrever durante o ano inteiro


quarta-feira, setembro 02, 2009

Artigos de Escrita - once again

I think for most writers, the next book is always the one they love.

Everytime I turn around one of your manuscripts has finaled in another contest! In how many contests have you finaled and were they all with the same manuscript?

I’ve finaled in 41 contests with three different manuscripts . . .or a dozen manuscripts, if you count rewrites, lol. I’ve had 14 wins; 8 with my current manuscript, which also landed me my agent. That same manuscript is a 2009 Golden Heart finalist.

Mercúrio Trígono Júpiter

Pensamento positivo

Válido durante várias semanas : O período é excelente para traçar planos para o futuro e criar sistemas organizacionais, bem como para todos os tipos de atividades mentais ou intelectuais. Porém, há uma tendência a evitar os problemas mental ou intelectualmente mais difíceis e a adotar as saídas mais fáceis. Contudo, se puder estabelecer uma disciplina adequada, terá condições de superar esses efeitos negativos e viver neste dia um período de intensa atividade criativa. Este trânsito abre e aguça sua mente, permitindo-lhe uma visão - mesmo que subliminar - de todas as possibilidades inerentes a uma determinada situação. Isso lhe dará condições de usá-las em seu próprio benefício. Além disso, este trânsito lhe dá um otimismo bem fundamentado, que, por sua vez, cria o famoso efeito do "pensamento positivo".

Período ativo desde 1 Setembro 2009 até meados de Outubro 2009

terça-feira, setembro 01, 2009


The meaning of life is to create meaning In life.

Onde é que li isto...? Seja como for, soa melhor em inglês.

Ou seja: eu tenho que criar o meu próprio significado. Da minha vida, na minha vida. O que me faz ver a escrita de outro modo. Quase um "sacerdócio laico". Kind of. Tipo "ir à igreja" sem estar na igreja. Sem mesmo acreditar em igrejas. Sem mesmo acreditar em Deus. Portanto, e no que se reporta a mim, escrever faz parte do meu "meaning of life".

Escrever faz parte do modo como eu crio Significado Na minha vida.

Se eu pensar na escrita deste modo, some how, o disciplinar-me para a escrita fica mais facilitado. Ou deveria ficar. Na verdade ainda não pus isto em prática (as teorias são bonitas, mas a prática é superior, IMHO).

Como sou demasiado ambiciosa e impulsiva (uma Má combinação), raramente consigo levar a cabo aquilo a que me proponho, sobretudo aquilo que é demasiado Grandioso e que não tem em conta os meus defeitos (procrastinação, aka, vontade de fazer nenhum OU o famoso síndroma: faço-amanhã). Portanto tenho de colocar os travões ao Máximo e limitar os objectivos. Por exemplo:
- seria capaz de me comprometer (comigo própria) a escrever 30 minutos todos os dias? (Normalmente nos meus planos ambiciosos é sempre 1 hora!, uma hora e meia! E ao fim de poucas semanas, senão dias, lá se vai a disciplina.)
- e seria capaz de me comprometer a fazer isto apenas e somente durante UM mês (e não, tipo, 6 meses!, um ano!)?

Não sei, não sei.
(Astro small note: Saturno quase a entrar na casa 11: limitação - Saturno - de objectivos - casa 11.)

/Dunya *modo*filosófico* ON

Novos Desafios no Escreva!

Há novos desafios de escrita no site Escreva!

Passem por lá:


4/365 collages : cliPrincess, originally uploaded by kelle.emese.

O mapa do Valete de Pentaclos levou-o até ao bosque. No interior descobriu a muralha de pedra. Manipulou o mecanismo certo e eis que uma pequena abertura na muralha se revela. O Mágico arrasta-se por ela durante uma hora em total escuridão até alcançar a saída e o sol lhe queimar os olhos. O Rei de Pentaclos não fora parvo. Escolhera justo o antigo lugar das lendas, aquele onde ninguém se atrevia a ir, tal era o medo e o respeito. Histórias antigas falavam de dragões cuspidores de veneno, bruxas, fantasmas esfomeados, mortos-vivos. Porém tudo o que o Mágico encontrou foi um Príncipe Adormecido. Pelas roupas há séculos que ali devia estar no estado de suspensão animada. Era muito bonito. Tinha o cabelo loiro, como o Louco. Uns belos lábios vermelhos. Esfregou os olhos. Não havia tempo para isto. Notou quatro espadas a ornamentarem a urna transparente. Prontas para uma batalha invisível, mas neste momento a descansarem, também elas, das penas da vida. Quantas teriam saboreado o sangue de fogo dos antigos dragões? E será que, despertas, recordariam, ávidas, a sede do mesmo sangue?

Avançou até à gruta, perto. No interior viu ossos desconexos. Ao alto, numa plataforma, viu o que devia ter sido o último dragão: os ossos estavam miraculosamente intactos e ainda juntos numa quase abominável assombração para quem tivesse medo - não o caso do Mágico.

À sua frente, abaixo da plataforma, estendia-se o tesouro do Rei, por câmaras e câmaras que violavam o interior da montanha. O Mágico ignorou cada pedra valiosa, cada ceptro de ouro, cada saco de moedas e passou adiante, até à base da plataforma. Trepou até ao cimo e alcançou o velho esqueleto do idoso dragão. Deve ter vivido mais de quatrocentos anos, pensou ao analisar os ossos. Com uma faca de diamante, que roubara décadas atrás a um idoso feiticeiro com quem dormira uma noite, ralou parte do osso para dentro de uma caixa minúscula que guardou na bainha do pesado manto. No fim voltou as costas àquele portento e retornou pelo mesmo caminho. Ao passar pelo Príncipe Adormecido sentiu-se tentado a quebrar a urna com um golpe seco de mão e a acordá-lo com um beijo apaixonado, mas deteve-se.
"Não eu. Não serei eu a acordá-lo."
Do lado de fora, já no bosque, respirou fundo e pensou que neste momento o rapazote devia estar a acordar com uma bela ressaca.