domingo, julho 27, 2014

Análise do meu Retorno Solar 2014/15


Porque me apetece. Há montes de tempo que não fazia um destes (aqui, no blog). 

Ascendente em Balança, com o planeta regente, Vénus na casa 10. Ano em que verei melhoria na minha carreira artística? (I can wish, can’t I?). Era bom. Ou isso ou vou andar super-gira, lol! Tipo, montes de roupa e sapatinhos novos e tal! Vénus a 26º Caranguejo, perto do meu Mercúrio natal a 27º Caranguejo: importância maior dada ao livros e à escrita (Mercúrio) - ou, se não for isso, algo relacionado com a comunicação. Um emprego nessa área? Vou apresentar o 5 para a Meia Noite, lol (not). Vénus é regida por Lua, na casa 4, à qual faz uma oposição: algo relacionado com a família, com a casa, o lar? Mudo de casa devido a trabalho? Vénus em caranguejo, cujo decanato é regido por Neptuno na casa 5: volto a pensar em arte, vida literária, livros, livros. Sei lá, escrevo um livro super-romântico? Quem sabe... Juntando tudo isto: Vénus rege a casa 1; a Lua rege a casa 10 (carreira); Neptuno rege a casa 6 (trabalho): algo relacionado com a minha carreira artística... um desenvolvimento, um avanço, algum tipo de sucesso?

A Lua em Capricórnio: muita preocupação com finanças, dinheiro, estabilidade? Lua rege a casa 10: novamente aponta para a carreira, o trabalho, a profissão (se calhar eu trabalho a partir de casa...?).  Lua no decanato de Virgem, signo regido por Mercúrio (livros mais uma vez, escrita). E onde é que está Saturno, planeta que rege esta Lua? Na casa 2: vou andar obcecada com dinheiro (espero que não). Maybe money won’t be all that much... se calhar, vou andar a poupar todos os tostões? (Algo que não será difícil de fazer porque Saturno está em trígono - bom aspecto - com Vénus). Saturno e Vénus em trígono, casas 2 e 10 - dinheiro proveniente da carreira (dos livros? Ou será um novo trabalho?), não muito abundante, mas de forma consistente (tipo, todos os meses). 

O Sol está perto de Mercúrio: livros outra vez. Ambos na casa 11: mais livros (bom, ebooks) vendidos no estrangeiro? E pode ocorrer de forma repentina (Sol/Mercúrio em trígono com Úrano na casa 7). Este aspecto com Úrano também me faz pensar em... propostas de tradução vindas do estrangeiro? Úrano na casa 7 e a reger a casa 5 também pode significar outra coisa: amor repentino; casamento repentino, lol! OU: ganho a lotariiiiiiiaaaaaaa! (Epázes, tenho de jogar!!!!). Aliás, a casa 8 está em Touro (recursos abundantes provenientes “dos outros”) e a Vénus está na casa 10 e em Bom Aspecto com a Roda da Fortuna na casa 6! (Embora isto me pareça antes indicar que el guito virá antes.... do trabalho). *Sigh* Ceres, provavelmente o planeta que modernamente rege o signo de Touro, está localizada neste meu mapa de Retorno Solar para 2014/15, na casa 1, no signo de Escorpião - volto a pensar em “abundância de recursos vindos dos outros”, embora não saiba bem como interpretar estes elementos juntos. 

Voltando ao Sol: na casa 11 - novos amigos (sobretudo com o aspecto a Úrano, Úrano rege naturalmente a casa 11 e o signo de Aquário, e ambos estão relacionados com amizades). Então, novas amizades que entram na minha vida? Provavelmente pessoas mais novas (Sol/Mercúrio em conjunção) - talvez devido a um interesse mútuo (astrologia, tarot, cenas esotéricas). 

Mais? Plutão na casa 4 - revolução, transformação na família (espero que sejam só coisas *positivas*). Novamente torno a pensar... na lotaria! LOL! Este plutão faz na maioria Bons aspectos - e tem dois biquintis (com Sol e Mercúrio). Se houver transformação na minha vida, penso que poderá ser de cariz criativo (começo a escrever outro género de livros...? Hum, não sei).
Quíron na casa 6: tenho de vigiar mais a minha saúde? Ou: de meditar mais.
Pallas a 29º Virgem, na casa 12: Pallas é o planeta que nos dá a habilidade de detectar e compreender padrões. É interessante porque, natalmente, a minha Pallas também está na casa 12 (mas em Escorpião).

Pallas in House 12

You have the ability to understand and communicate spiritual teachings. Your creative ideas may benefit humanity. You may be required to make personal sacrifices so that your wisdom is used for the good of the whole.
Pallas in the twelfth house indicates intelligence that is linked to the collective unconscious. There can be a mastery of spiritual teachings. This position also suggests karma associated with the use of one's mind, intelligence, and belife system. One may experience limitations in mind and intelligence (retardation, mental breakdown). On the positive level, it depicts dedicating the use of one's mind to the benefit of others, or as a spiritual service.
Pallas in the 12th House: The 12th house shows what we may suppress. Someone with Pallas placed here may hold back their own problem solving and pattern recognition abilities. On the other hand, this could indicate increased ability to analyze and handle the restrictions of others. So it is also should be good for those whose work deals with "restrictions," such as therapists and social workers.


E cada vez que vejo o grau 29 sei que alguma coisa atinge o seu Fim naquele ano. Por isso... concluo alguma obra de relevância? (Para mim, pelo menos.) Algo relacionado com a Astrologia...?
Não sei logo se vê.

E pronto. É tudo. Daqui a um ano logo vejo o que acertei.

/Dunya_out



sexta-feira, julho 25, 2014

O número 17 persegue-me


Ando a ver 17 por todo o lado.

Começou, isto dos números, há uns anos: primeiro com o 11:11. Depois evoluiu para o 44. A seguir veio o 77. Agora foi adicionado (ao menu numerológico) o 17.

/Dunya_out

domingo, julho 20, 2014

Cristiano Ronaldo Jr


O filho do jogador C. Ronaldo nasceu, segundo fontes da net, a 17 de Junho de 2010, en San Diego (Estados Unidos da América) - sem hora disponível.

Não sei se é verdade ou não - não faço ideia.

Ando aqui a ver, a analisar o seu mapa natal.
Penso que talvez por volta de 2023, 2024 ele finalmente conheça a sua mãe.

/Dunya out

LEO August 2014 Astrology & Color AstroColorScope Forecast



Love this lady :)


terça-feira, julho 08, 2014

Burn, baby, burn


Às vezes recordo-me que tenho de queimar os meus diários (inócuos, por deus, tão horrorosamente inócuos), mas nunca sei quando começar.

Quarenta anos é muito cedo?

Daqui a um mês faço quarenta e um anos.

Eu sei que tenho de os queimar, eu sei, eu sei.

Mais um ano, mais outro?

E não posso fiar-me em ninguém para o fazer por mim. Sei que tenho de ser eu a fazê-lo.

Up, up in flames.

/Dunya_burn_mode_OUT